Notícias

Corujão da Saúde atinge, nesta segunda-feira, a marca de 250 mil exames

Meta é zerar a fila de espera de 485,3 mil exames na rede pública no prazo de 90 dias

De Secretaria Especial de Comunicação

O programa “Corujão da Saúde” completou 60 dias de lançamento com a realização de 250 mil exames. Outros 231,5 mil procedimentos já estão agendados para até o mês de maio - prazo para zerar a fila  de 485,3 mil exames recebida da gestão anterior. 

"É uma satisfação poder anunciar que hoje entregamos os exames de número 250 mil e o de 250 mil e um para duas pacientes, Genilda Monte e Marlene Santana, moradoras da Zona Sul e da Zona Leste da cidade, que vieram aqui fazer e receber os seus exames”, disse o prefeito João Doria durante evento realizado no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e os secretários estadual de Saúde, David Uip, e municipal de Saúde, Wilson Pollara, também participaram.

Até este domingo (12), foram realizados 249 mil exames. Outros 2 mil procedimentos estão agendados para esta segunda-feira (13). A meta da atual gestão é que, até 10 de abril, nenhum paciente esteja aguardando exames por mais de 30 dias na rede municipal.

“Esse é um número muito importante para a saúde da população de São Paulo e mostra que é possível atender de forma rápida e com qualidade. A gestão do município, assim como as parcerias realizadas pela Prefeitura, apresenta um grande avanço no cuidado com o cidadão, diminuindo o tempo de espera para realização de exames”, diz Wilson Pollara.

Além de utilizar hospitais e clínicas da rede pública, unidades particulares e filantrópicas também aderiram ao programa, conforme a capacidade ociosa de cada local. Foram realizados pelo programa cerca de 4.035 exames por hora, ou cerca de 168 exames por minuto. Em 57 dias, a fila de exames caiu 67,4%. 

Corujão da Saúde
O “Corujão” começou a ser implantado em hospitais e clínicas das redes pública, particular e filantrópica, que ofertam exames extras em horários alternativos. Inicialmente previstos para atendimento entre 20h e meia-noite, a pasta identificou capacidade ociosa ainda no meio da tarde e início da noite.

A Prefeitura dá preferência para que o exame seja feito no serviço mais próximo da casa do paciente. A remuneração dos procedimentos seguirá os valores da tabela do SUS (Sistema Único de Saúde). O investimento total previsto é da ordem de R$ 17 milhões.


Leia também:
Corujão da Saúde completa um mês e atinge a marca de 141,3 mil exames
Em 22 dias, “Corujão da Saúde” faz 100 mil exames
Fila para marcar exames na rede municipal cai 50% em uma semana de ‘Corujão’
‘Corujão da Saúde’ já tem 20 hospitais parceiros
Programa “Corujão da Saúde” começa a realizar exames
Prefeitura firma convênio para consultas de reavaliação do “Corujão da Saúde”