Notícias

Parceria revitaliza canteiros na Praça Cidade Jardim e na Avenida 9 de Julho

Espaços ganharam novo paisagismo com plantio de flores, instalação de esculturas e bancos. Acordo garantirá manutenção dos espaços

De Secretaria Especial de Comunicação

A Praça Cidade Jardim e o canteiro central da Avenida Nove de Julho, na altura da Rua Bandeira Paulista, ganharam um novo paisagismo por meio de uma parceria com o setor privado. Os espaços receberam plantio de flores, novos bancos e instalação de esculturas de Olívia Lambiasi e de Hugo França. O prefeito ressalta a importância para a capital de parcerias com as empresas e se coloca à disposição de outros representantes da iniciativa privada que desejarem contribuir com a cidade.

A intervenção no canteiro central da Avenida 9 de julho foi concluída nesta quinta-feira (12), com a instalação de três bancos esculpidos em troncos de árvores brasileiras pelo artista Hugo França. Eles foram produzidos a partir da madeira reaproveitada de árvores centenárias. Na área de 500 metros quadrados foram também plantados 3 mil vasos das flores crista de galo e kalanchoe.

Segundo Hugo França, os bancos foram feitos a partir de madeira de oticica e de pequi vinagreiro, típicas da Bahia. Mas a ideia é substituí-los nos próximos meses por peças feitas a partir do reaproveitamento de troncos de árvores urbanas. “São peças únicas que reaproveitam as formas orgânicas. A produção vai devolver as árvores para a cidade como mobiliário urbano, evitando o desperdício de um material tão nobre”, explica o artista.

Já na Praça Cidade Jardim, localizada na alça de acesso da Marginal Pinheiros com a ponte Cidade Jardim, na Zona Oeste, a revitalização foi concluída em 2 de janeiro e conta com termo de cooperação com a empresa Omint. No local, foram instaladas cinco flores gigantes de ferro, projeto de Mariana Farah com pintura e concepção artística de Olívia Lambiasi. O jardim também passou a ter mil vasos das flores, das mesmas espécies plantadas na Avenida 9 de julho.

Para Olívia Lambiasi, a instalação das obras de arte deve estimular as pessoas a respeitar mais o espaço público. “A gente vive em uma cidade que ainda é muito cinza. A cidade tem que ter mais amor, mais poesia. Quando a gente oferece um espaço mais gostoso para conviver, isso gera nas pessoas uma vontade de cuidar da cidade com mais carinho”, avalia Olívia.

Tanto o canteiro quanto a praça receberão manutenção periódica de jardinagem, com retirada de lixo, rega, corte de grama e troca de flores, em parceria da empresa Farah Service com a prefeitura regional de Pinheiros.

São Paulo na TV

Centro Temporário de Acolhimento

Ver agenda completa