Notícias

Prefeitura lança programa Alimento Solidário e recebe doação de 222 toneladas

Ação vai complementar o cardápio oferecido nos equipamentos sociais, prioritariamente os que atendem população em situação de rua

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo lança nesta quinta-feira (20) o programa Alimento Solidário, uma parceria com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA). O objetivo é complementar, com doações vindas das empresas representadas pela ABIA, o cardápio oferecido em equipamentos sociais do município, preferencialmente os que atendem pessoas em situação de rua, além de contribuir para o combate à fome, à desnutrição e ao desperdício de alimentos. A doação inicial será de cerca de 222 toneladas, que equivale a aproximadamente R$ 1,5 milhão.

“O foco é atender pessoas em situação de rua. Essa é a prioridade absoluta nesta etapa inicial do programa Alimento Solidário, que poderá ser expandido futuramente para outras áreas na educação e de atendimento social, mas nesta fase inicial ele é focado exclusivamente para as pessoas em situação de vulnerabilidade”, afirmou o prefeito João Doria, que durante o lançamento ressaltou a importância para a capital de parcerias com as empresas e se colocou à disposição de outros representantes da iniciativa privada que desejarem contribuir com a cidade.

Os produtos doados terão como destino prioritário equipamentos vinculados à Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, como os 83 Centros de Acolhida, beneficiando cerca de 8 mil pessoas em situação de rua. “Essas doações serão como esse complemento nutricional, porque os convênios que a gente tem já garantem a alimentação dessas pessoas em situação de rua que estão na rede da Prefeitura”, destacou o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Filipe Sabará.

O programa vai destinar as doações das indústrias de alimentos para os equipamentos públicos por meio de dois parceiros: o Mesa Brasil SESC São Paulo e a ONG Banco de Alimentos. A ação social do SESC e a associação civil assumem a responsabilidade de coletar no prazo definido os produtos que serão doados, fazer a triagem dos alimentos e garantir a eficiência da distribuição, seguindo normas da Vigilância Sanitária.

As empresas envolvidas no programa doarão os alimentos de acordo com a disponibilidade em estoque. Em um primeiro momento, serão entregues arroz, produtos lácteos, biscoitos doces e salgados, bolo, sucos, néctares, café, água mineral, água de coco, achocolatado, leite em pó, cereais, entre outros. Participam da doação inicial 13 empresas: 3 Corações, Bimbo, Bonduelle, Brasil Kirin, Danone, Kellogg, Mars, Mondelez, Nestlé, Pepsico, Unilever, Vigor e Wow Nutrition.

“Esta solenidade é importantíssima do ponto de vista social. Nós juntos trabalharmos para o mesmo objetivo, que é oferecer aquilo que nós produzimos àqueles mais necessitados do primeiro time e vamos continuar nesses programas com os demais campos necessários, que precisem desta alimentação e deste esforço conjunto”, disse o presidente a ABIA, Edmundo Klotz.

Com os equipamentos da Prefeitura cadastrados no Mesa Brasil, eles receberão também, mensalmente, a doação de itens como frutas, verduras e legumes e produtos in natura, destinados a todas as instituições que já fazem parte da ação social do Mesa.

A DSM, fabricante de vitaminas, carotenoides e lipídios nutricionais, entre outros, também representada pela ABIA, é uma das parceiras do programa. Vai contribuir, em um primeiro momento, com consultoria de informações técnicas nutricionais. Poderá auxiliar na análise e indicação de alimentos fornecidos pelas iniciativas sociais para avaliar quais os micronutrientes são apropriados para cada um dos programas.


ABIA
Fundada em 1963, a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA) representa hoje mais de 70% do setor em valor de produção. Sua principal missão é atuar como interlocutora das empresas associadas com instituições públicas e privadas, governo e órgãos internacionais.

As atividades da associação estão voltadas a assegurar uma legislação adequada às constantes evoluções tecnológicas do alimento processado; incentivar o uso de melhores técnicas de produção; promover o fortalecimento econômico-financeiro do setor e estimular o desenvolvimento sustentável da indústria da alimentação no Brasil, com ações focadas e alinhadas às necessidades do consumidor.

A ABIA, a pedido do prefeito João Doria, promoveu encontros entre a Prefeitura e representantes da iniciativa privada interessados em contribuir com doações de alimentos para equipamentos sociais do governo municipal. Em 2016, as indústrias de alimentação doaram mais de 1.596 toneladas de alimentos para projetos sociais.


Mesa Brasil SESC São Paulo
Ação social e educativa criada em 1994 pelo SESC São Paulo, que atua na diminuição de desperdício de alimentos. Ela conta com 640 empresas doadoras, 860 instituições receptoras, média mensal de 400 toneladas de alimentos arrecadados e cerca de 158 mil pessoas assistidas em 50 municípios. Tem 38 veículos para coleta e distribuição.


ONG Banco de Alimentos
Associação civil fundada em 1998 pela economista Luciana Chinaglia Quintão que atua no combate à fome e ao desperdício de alimentos. A ONG conta com 46 empresas doadoras, 41 instituições sociais receptoras, média mensal de 40 toneladas de alimentos arrecadados e 22 mil pessoas assistidas na capital e Grande São Paulo. 


São Paulo na TV

Programa Asfalto Novo

Ver agenda completa