Notícia na íntegra

Terça-feira, 14 de Maio de 2024 | Horário: 15:53

Equipes da Prefeitura de São Paulo já resgataram mais de 250 pessoas e 100 animais vítimas das chuvas no RS 

Também foram realizadas as primeiras cirurgias em animais no hospital veterinário de campanha montado pela gestão municipal 

As equipes de ajuda humanitária enviadas pela Prefeitura de São Paulo ao Rio Grande do Sul resgataram mais de 250 pessoas e 100 animais, entre cães, gatos, aves e um coelho, desde que chegaram ao Estado gaúcho. A gestão municipal enviou dois comboios com profissionais especializados e ajuda humanitária, nos dias 6 e 11 de maio, além de montar um hospital veterinário de campanha na cidade de Canoas no último domingo (12) para realizar procedimentos como cirurgias e exames de imagens e de laboratório nos animais resgatados. 

“A notícia boa é que a primeira cirurgia foi realizada ontem à noite, é uma cadela, que tinha uma piometria, que é uma infeção uterina. Essa cirurgia foi bem-sucedida", explicou o secretário-executivo do gabinete do prefeito, Fábio Lepique. Na tarde desta terça (14), mais um animal passou por cirurgia. 

A capacidade de atendimento do hospital de campanha é para pelo menos 100 animais por dia e 8 cirurgias diárias. 

De acordo com o secretário, a tendência é de que o número de pessoas resgatadas diminua nos próximos dias porque restaram poucos moradores. “Mas ainda tem muitos animais perdidos ou ilhados.”  

Todos cerca de 2,5 mil animais já resgatados e que estão em um abrigo de Canoas terão um microchip implantado sob a pele para facilitar a identificação de seus tutores por meio de um site criado pela Prefeitura de São Paulo. Leia mais aqui.  

Os animais serão vacinados, vermifugados e microchipados por uma equipe de sete veterinários da Coordenadoria de Saúde e Proteção ao Animal Doméstico (Cosap). Além deles, irão participar dois auxiliares administrativos e a coordenadora da Cosap, Analy Xavier. Cerca de 150 voluntários de várias regiões também auxiliam nos trabalhos.

“A ideia é criar um banco com dados desses animais e tentarmos atualizar em tempo real com foto, número do microchip, localização, situação clínica e outras informações adicionais como cor do pelo, manchas e características que possam auxiliar o tutor a reencontrar o seu pet”, explica Analy. 

A Prefeitura enviou para o Rio Grande do Sul equipes da Guarda Civil Metropolitana, da Guarda Civil Ambiental, da Defesa Civil e da Secretaria de Saúde, além de ambulâncias anfíbias, viaturas com tração nas quatro rodas, guinchos, motosseras, drones, motos aquáticas e diversos insumos para ajudar a população daquela região. Veja mais aqui

Resgate complexo
Uma equipe de agentes da Guarda Civil Metropolitana, durante patrulhamento e buscas na região de Eldorado do Sul, na Grande Porto Alegre, fez um resgate bastante complexo, após passar por uma casa totalmente alagada e ouvir latidos fortes.

Os guardas apitaram para chamar a atenção de possíveis moradores, mas, como não houve resposta, resolveram entrar na habitação, onde encontraram um cachorro de grande porte, bastante agitado e agressivo. Para retirá-lo da casa alagada com segurança, os agentes o sedaram, o colocaram em um saco especial para salvamento e o carregaram até o barco da GCM, onde já estava um outro cachorro que haviam resgatado. Os animais foram levados para um centro veterinário em Porto Alegre.

collections
Galeria de imagens

SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo
E-mail:
  imprensa@prefeitura.sp.gov.br
Sala de imprensa:  imprensa.prefeitura.sp.gov.br
Facebook I  Twitter I  Instagram I  TikTok I  YouTube I  Acervo de Vídeos I  LinkedIn